Notícias

BBB 22 já tem recorde de patrocínio mesmo antes da estreia; veja valor

BBB21 tem fila de anunciantes e chega a R$ 529 milhões em patrocínio· Notícias da TV

Com fila de anunciantes, a Globo abriu uma nova cota de patrocínio de R$ 59 milhões para o BBB21. E já vendeu. Em 30 de novembro, o Notícias da TV antecipou que o reality que vai estrear em janeiro já acumulava uma receita bruta de R$ 470 milhões, um recorde histórico

BBB21 tem fila de anunciantes e chega a R$ 529 milhões em patrocínio· Notícias da TV

Com uma fila de anunciantes, a Globo abriu uma nova cota de patrocínio de R$ 59 milhões para o BBB21. E já a vendeu. Em 30 de novembro, o Notícias da TV antecipou que o reality já acumulava uma receita bruta de R$ 470 milhões, um recorde histórico antes mesmo de sua estreia. Agora, com o novo parceiro, o valor sobe para R$ 529 milhões.

O sucesso de BBB20, que teve uma final disputada também por anunciantes, estimulou a diretoria comercial da Globo a lançar uma estratégia mais ousada. Na próxima edição de Big Brother Brasil, seriam sete cotas de patrocínio, mas o número subiu para oito, duas a mais do que neste ano.

Roberto Bomfim deixa elenco de Reis e é substituído por José Rubens Chachá

Em Nos Tempos do Imperador, Dolores incentiva Nélio a matar Tonico: ‘Não presta’

Três são as chamadas cotas Big, vendidas a R$ 78 milhões cada e negociadas com Americanas, PicPay e Avon. Essas três companhias vão aparecer em todos os conteúdos envolvendo o BBB no Grupo Globo: TV aberta, TV paga (Multishow) e digital.

As outras cotas são do tipo Anjo, que custam R$ 59 milhões cada, e foram acordadas com C&A, Amstel, Seara e o McDonald’s. A lanchonete entrou no lugar da rival Burger King, patrocinador do BBB em 2020. Inicialmente, seriam quatro empresas, mas a Globo abriu vaga para mais uma marca e fechou com a P&G, informação antecipada pelo site Meio & Mensagem nesta quarta (16).

Além das cotas principais, a Globo colocou à venda outras opções. As cotas Almoço do Anjo e Mercado do BBB (R$ 18 milhões cada) asseguram a presença de marcas em dois momentos importantes da rotina semanal do reality show. Há ainda quatro cotas de participação (R$ 4 milhões), para anúncios de 30 segundos nos intervalos de todos os episódios.

Nessas modalidades, a Americanas já fechou para Mercado BBB, PicPay como Meios de Pagamento e três marcas estão certas para as cotas de participação: Above, Ornannact e Seara.

Ao menos dez anunciantes ainda têm lugar na fila por ações de merchandising no reality show. Eles dependem de oportunidades a serem criadas pela equipe comandada pelo diretor de Variedades J.B. Oliveira, o Boninho.

Na edição deste ano, a emissora faturou bem menos com anunciantes fixos, aqueles que têm suas marcas citadas nas chamadas da atração: R$ 304 milhões –contando ações avulsas, foram mais de R$ 400 milhões no caixa.

O BBB21 será também o mais longo de todas as edições já realizadas. Com cem episódios, estreia em 25 de janeiro e vai até 4 de maio. A fórmula será a mesma de 2020, misturando anônimos e famosos, e os participantes deverão ficar em um pré-confinamento de 14 dias.

BBB 22: com recorde de patrocinadores, reality vai faturar R$ 600 mi

O BBB 22 (Big Brother Brasil) nem começou e já pode bater uma nova marca: o recorde de patrocinadores e de faturamento

BBB 22: com recorde de patrocinadores, reality vai faturar R$ 600 mi

O BBB 22 (Big Brother Brasil) nem começou e já pode bater novas marcas: o recorde de sponsors e também de faturamento. A próxima edição do reality show, que costuma movimentar o mercado e as social networks nos primeiros meses do ano, vai captar em faturamento pelo menos R $ million 600 em intervalos e ações de marketing.

Considerado o plano comercial mais robusto do grupo Globo ao longo da trajetória do programa, serão 12 espaços de patrocínio divididos em diferentes categorias, sendo que 11 já foram vendidos ainda nos primeiros dias de dezembro, mais de um mês antes da estreia do programa (marcada para o dia 17 de janeiro).

Dentre as marcas estão nomes que já participaram de outras edições do reality, como Americanas, Avon e PicPay. Todas optaram por apostar nas cotas mais caras (cotas “Big”) do BBB, investindo R$ 91,9 milhões cada pelo espaço publicitário — ainda resta apenas um espaço nessa cota. 

Logo em seguida, C&A, Heineken, P&G e Seara, vão integrar uma categoria intermediária de patrocínio (cotas “Anjo”), que prevê um investimento na casa de R$ 69,4 milhões por parte das empresas interessadas.

Por fim, com um cheque de R$ 11,8 milhões, a marca de desodorantes Above segue no programa junto com Engov, McDonald’s e a startup QuintoAndar, todas compraram as cotas “Brother”.

Além das empresas citadas até aqui, outras também serão foco em ações e provas com os integrantes da casa, caso da Coca-Cola, Downy, Doriana, Fiat e 99, por exemplo, que já participaram dessa modalidade de patrocínio antes.

See also other features

Vale ressaltar que a Globo não divulga os valores dessas negociações, portanto, segundo o UOL, foram utilizadas estimativas dos preços praticados por outros veículos de imprensa. Como comparativo, o BBB21 teve ao todo 21 marcas no total como anunciantes.

Imagem principal: Globo/Divulgação

Have watched the new videos on YouTube do Olhar Digital? Subscribe to the channel!

BBB 22 já tem recorde de patrocínio mesmo antes da estreia; veja valor

Após edição recorde em 2021, Globo já vendeu 11 das 12 cotas de patrocínio para o programa, afirma site

BBB 22 já tem recorde de patrocínio mesmo antes da estreia; veja valor

Juliette: participante concentrou recorde de audiência na edição de 2021 (João Cotta/Globo/Divulgação)

O brasileiro não para quando o assunto é a busca por entretenimento. Depois de acompanhar por dias seguidos a “Farofa da GKay”, o fim do evento fez com que o termo “BBB22” já aparecesse entre os temas mais comentados no Twitter nesta quinta-feira. Em meio aos rumores de novos participantes — que incluem nomes como o jogador de vôlei Douglas Souza e a influenciadora Kéfera Buchmann — quem está lucrando com o burburinho é a rede do plim-plim. Com recorde de patrocinadores mesmo antes do início do reality, a Rede Globo já vendeu 11 das 12 opções de patrocínio para o programa, como apontam informações publicadas pelo Observatório da TV. Entre as marcas que investiram em peso programa, estão Americanas, Avon e PicPay, com cotas que valem mais de R$ 91 milhões cada.

A pressa para investir não é injustificada. A edição passada, que contou com nomes como Juliette, Gil do Vigor e Karol Conká, mobilizou o país e trouxe recordes de audiência para o programa. No dia 23 de fevereiro, data da eliminação da cantora, o programa atingiu a marca de 36 pontos de audiência, algo que não acontecia desde 2015. Além disso, a final que trouxe a vitória para Juliette trouxe a melhor audiência desde 2010 para o programa.

Em 2022, a expectativa é que a dinâmica entre os novos participantes dos grupos “Pipoca” (que reúne anônimos) e “Camarote” (que reúne famosos) tragam de novo os holofotes para o reality show. Não à toa, a Globo já tem R$ 600 milhões em cotas negociadas para ações publicitárias no programa e nos intervalos, também segundo informações do Observatório da TV.

Para efeito de comparação, um balanço feito pela emissora mostrou que foram mais de R$ 530 milhões negociados com anúncios em 2021. Segundo a SemRush, a visibilidade gerou 12 milhões de buscas na internet relacionadas às patrocinadoras este ano. Diante de um investimento tão grande, marcas compartilharam com EXAME a visão sobre o patrocínio ao programa, pouco após o fim do reality show neste ano.

Uma das marcas foi o McDonald’s, que participou pela primeira vez do programa. “Nossa primeira edição no BBB rendeu excelentes resultados. Com uma estratégia pensada para promover conversas genuínas abordando o universo da marca e o do programa conseguimos criar ativações que foram um grande sucesso e vão ser lembradas por um bom tempo. Como mostram os resultados acima, a estreia no programa nos permitiu estar ainda mais perto do público, algo que é fundamental para o Méqui”, disse João Branco, CMO do McDonald’s, à época.

Outra estreante foi a Avon — que seguiu com o patrocínio para o próximo ano. Em 2021, a melhoria do resultado foi gradual quando, por exemplo, a receita captada no dia da segunda prova do anjo Avon, realizada no 3º mês do programa, foi mais que o dobro da primeira prova do anjo da marca, que aconteceu no primeiro mês do BBB. Além disso, no Twitter, ambiente que concentra grande parte das ações da marca, a Avon teve um crescimento expressivo de 74% em seguidores desde o início do BBB. 

A opinião foi compartilhada por Seara e C&A, que também patrocinaram o programa. No caso da varejista de moda, houve um crescimento de 80% dos downloads do aplicativo C&A, considerando todo o período do programa. Nos dias das ações da marca, as visitas no site e app cresciam em média 366%, comparado com o período de uma hora antes do início do programa.

Diante da alta procura, saber o que os espectadores pensam é fundamental. Não à toa, a Globo investiu em um novo recurso que mostra aos patrocinadores o que o público está pensando — algo que deve ter um papel ainda mais essencial na edição do próximo ano,. Em linhas gerais, a Globo Tracking mostra o que o espectador achou da ação da marca no dia anterior e mostra outros dados como intenção de compra. Em dois meses de programa, o mapeamento avaliou 57 ações de conteúdo de 20 marcas diferentes, realizando um total de 40 dias de campo de pesquisa com mais de 19,6 mil participantes. Segundo os dados, 88% acreditam que o BBB é uma vitrine importante para as marcas e 87% afirmam que as ações ajudam a conhecer melhor as marcas patrocinadoras.

A expectativa para o próximo ano está alta — tanto por parte do público, quanto das marcas. Com estreia prevista para o dia 17 de janeiro, o BBB22 encara, mais uma vez, a pressão de ter olhares de todo o Brasil voltados ao entretenimento proporcionado pelo reality. A expectativa é de que seja tão ou mais estrondoso do que o de 2021. Em meio à volta das atividades presenciais, impulsionada pela vacinação, e da troca de apresentador (com Tadeu Schmidt assumindo a cadeira de Thiago Leifert) será no mínimo interessante acompanhar as estratégias do programa para engajar o Brasil todo em mais uma edição.

Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?

Já é assinante? Entre aqui.

Com renovação total, BBB 22 tem recorde de patrocinadores

Reality já garantiu a presença de 11 patrocinadores, além das participações de Coca-Cola e Fiat em ações de merchandising; uma das cotas principais ainda está em negociação

Com renovação total, BBB 22 tem recorde de patrocinadores

Com renovação total, BBB 22 tem recorde de patrocinadores

Reality já garantiu a presença de 11 patrocinadores, além das participações de Coca-Cola e Fiat em ações de merchandising; uma das cotas principais ainda está em negociação

Bárbara Sacchitiello 26 de novembro de 2021 – 19h55

(Crédito: Divulgação/Globo)

A 63 dias da estreia da 22ª temporada do Big Brother Brasil, a Globo já conseguiu obter um recorde no desempenho comercial da atração. Das 12 cotas de patrocínio oferecidas para o reality (o maior plano comercial já oferecido em toda a história do BBB), onze já estão comercializadas, de acordo com apuração feita pela reportagem de Meio & Mensagem. Além disso, outros dois anunciantes também estão garantidos na realização de provas e ações especiais da atração.

Todas as oito marcas que patrocinaram, como cotistas principais, a edição deste ano do Big Brother renovaram a parceria com a Globo por mais uma edição.

Para 2022, a emissora dividiu o plano comercial em três categorias de cotas de patrocínio: Big, Camarote e Brother, com a possibilidade de inserir quatro marcas em cada uma.

Cotas do BBB 22 devem render R$ 700 milhões à Globo

Americanas, Avon e PicPay mantiveram a parceria e adquiriram as cotas Big, a mais valiosa do projeto comercial, que prevê a inserção em todas as janelas de distribuição do programa (TV aberta, TV paga e mídias digitais, além da realização de ações de merchandising na casa). Por cada uma dessas cotas, a Globo cobrou o valor de tabela de R$ 91,9 milhões. Ainda resta uma cota dessa categoria master, que está sendo negociada pelo departamento comercial da Globo.

C&A, Heineken (com Amstel), P&G e Seara serão os patrocinadores das cotas Anjo. Todas essas marcas também foram cotistas do BBB 21. Por essa categoria de patrocínio, a Globo pediu ao mercado publicitário o valor de R$ 69,4 milhões.

Por fim, Above, Hypera Pharma (com Engov), QuintoAndar e McDonald’s foram os compradores das cotas Brother (cada uma com valor de tabela de R$ 11,8 milhões). Esse tipo de participação contempla a exibição dos patrocinadores na TV aberta, Multishow e mídia digital, com um número reduzido de inserções. Desse grupo, somente a rede de fast food havia sido patrocinador principal da edição deste ano, como cotista Anjo. A marca de desodorantes Above chegou a realizar ações de merchandising ao longo do BBB 21. Já QuintoAndar e Hypera Pharma farão sua estreia no reality show.

Futebol 2022 da Globo garante sete patrocinadores

Cotas especiaisAlém desses onze patrocinadores principais já garantidos, a Globo também está negociando outros espaços para as marcas nas dinâmicas e provas do jogo. A Coca-Cola, que no BBB 21 patrocinou o Cinema do Líder e também patrocinou algumas provas estará de volta ao programa, mais uma vez, patrocinando a sessão de cinema. A Fiat, parceira histórica do Big Brother, também marcará presença na edição 2022 do programa, levando sua marca para ações de merchadising em provas.

A reportagem também apurou que o PicPay, patrocinador máster do programa, seguirá na função de ‘banco’ oficial, ficando responsável pelo pagamento das estalecas aos participantes. A Americanas, da mesma forma, continuará sendo o mercado oficial do BBB. Ainda há espaço para as marcas que queiram patrocinar o Almoço do Anjo e outras dinâmicas do game.

A quantidade de marcas presentes no programa, como acontece em todos os anos, tende a crescer ao longo da atração, com a possibilidade de outros anunciantes adquirem espaços para patrocinar festas, provas e ações com os participantes.

O BBB 22 terá 95 dias de duração e marcará a estreia de Tadeu Schmidt como apresentador, em substituição a Tiago Leifert. O programa estreia no dia 17 de janeiro.

Compartilhe

Veja também

Pela primeira vez, Bola de Prata Sportingbet premiará mulheres

A premiação chega a sua 52ª edição, e irá homenagear também o atleta mais engajado no combate ao racismo

Rádio Novelo: bastidores, monetização e divulgação de podcasts

Branca Viana, idealizadora do podcast Praia dos Ossos, conta bastidores da produção e desafios do mercado de áudio

Americanas estreia como marca única no Natal

Marketplace une marcas para estimular consumo consciente

Personalização da experiência do cliente ganha potência com unificação

Pela primeira vez, Bola de Prata Sportingbet premiará mulheres

Vendas online com experiência memorável e sem friccção

As perguntas certas

Diferentes viagens, mesmas questões

O Novo Stack Criativo

As tecnologias que vão virar 2022 do avesso

Ano novo, vida nova — e como isso afeta a cadeia de talentos

BBB 21: Globo vai ganhar R$ 470 milhões só em cotas fixas de patrocínio

A Globo colocou no mercado o plano publicitário para o “BBB 21”, que tem estreia prevista para 25 de janeiro. De olho no sucesso do reality show neste

BBB 21: Globo vai ganhar R$ 470 milhões só em cotas fixas de patrocínio

A Globo colocou no mercado o plano publicitário para o “BBB 21”, que tem estreia prevista para 25 de janeiro. De olho no sucesso do reality show neste ano, a emissora aumentou de cinco para sete o número de cotas de patrocínio do programa.

Agora, os anunciantes podem escolher entre a cota “Big” e a cota “Anjo”. Nenhuma delas é barata, é bom salientar. Os pacotes incluem Globo, Multishow e GShow.

Uma das três cotas “Big” oferecidas custa nada mais, nada menos, que R$ 78 milhões. Com ela, as empresas interessadas terão direito a exposição da marca em um dos ambientes da casa, presença no anúncio dos participantes, intervalo exclusivo, comercial contextualizado e seis ações durante os três meses do programa.

No plano, é descrita até mesmo a quantidade de flashes na programação: 100 inserções na vinheta do começo da atração, 60 chamadas de cinco segundos e 40 flashes de três segundos.

Ao todo, serão 231 inserções, contra 216 da cota “Anjo”, que sai um pouco mais barata: R$ 59 milhões. Há quatro deste tipo disponíveis. Embora esteja presente durante boa parte do programa, nesse pacote o anunciante não tem break exclusivo, não dá boas vindas ao eliminado e nem fica exposto em um ambiente da casa.

O plano para o mercado publicitário avisa ainda a data prevista para a final: 4 de maio.

Somados, os sete contratos de patrocínios fixos do “Big Brother Brasil” renderão à Globo R$ 470 milhões já de saída com a vigésima primeira edição do reality. Além disso, outras marcas costumam entrar no programa para ações pontuais. Ou seja: é seguro dizer que a emissora vai faturar mais de meio bilhão com o “BBB 21”.

Referência:
noticiasdatv.uol.com.br
olhardigital.com.br
exame.com
www.meioemensagem.com.br
www.uol.com.br

Botão Voltar ao Topo