Notícias

FMI: Economia portuguesa acelera e cresce 4,4% este ano e 5,1% no próximo

FMI: Economia portuguesa acelera e cresce 4,4% este ano e 5,1% no próximo

A economia portuguesa deverá crescer 4,4% este ano e 5,1% em 2022, abrandando o ritmo de crescimento para 1,8% em 2023, de acordo com as revisões em alta do Fundo Monetário Internacional (FMI) hoje divulgadas.

FMI: Economia portuguesa acelera e cresce 4,4% este ano e 5,1% no próximo

© iStock

12/10/21 14:03 ‧ Há 5 mins porLusa

EconomiaFMI/Previsões:

Segundo as Previsões Económicas Mundiais conhecidas hoje, que reveem em alta o crescimento esperado para 2021 face aos 3,9% apontados em abril, o FMI aponta ainda que a economia portuguesa cresça 4,8% no quarto trimestre deste ano e 2,3% no quarto trimestre de 2022.

As previsões contrastam com as divulgadas hoje pelo Governo no âmbito do Orçamento do Estado, que apontam para um crescimento de 4,8% em 2021 e 5,5% em 2022.

Quanto à inflação, a instituição sediada em Washington aponta para uma décima de crescimento por ano nos próximos tempos, começando nos 1,2% este ano, 1,3% no próximo e culminando nos 1,4% em 2023.

Já as previsões do Governo para o aumento dos preços apontam para uma estabilização nos 0,9% em 2021 e 2022.

O FMI espera ainda que o saldo da balança corrente portuguesa seja de -1,7% do Produto Interno Bruto (PIB) este ano, -2,1% do PIB em 2022 e chegue a -1,1% em 2026.

Na semana passada, o Banco de Portugal manteve a perspetiva de crescimento económico nos 4,8% para 2021, à semelhança do que tinha feito no Boletim Económico de junho.

Além do Governo, o Banco de Portugal continua a ser a entidade mais otimista quanto à evolução da economia nacional este ano, seguido pelo Conselho das Finanças Públicas, que espera um crescimento de 4,7% para este ano.

A Comissão Europeia aponta para um crescimento de 3,9%, e a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) espera um crescimento de 3,7%.

Para 2022 ainda não são conhecidas as previsões do Banco de Portugal, mas a OCDE aponta para um crescimento de 4,9%, e a Comissão Europeia e o Conselho das Finanças Públicas esperam também 5,1%, à semelhança do FMI.

Leia Também: Sindicato Independente dos Médicos desapontado com medidas para a Saúde

Estados Unidos, here we go!

Nova Iorque desde 365€ ida e volta. Reserve já!

Frutas e legumes. Continente é o único no mundo com esta certificação

Seja sempre o primeiro a saber.Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.Descarregue a nossa App gratuita.

Regras de conduta dos comentários

Dos impostos à saúde, fique com o essencial do OE2022 em 10 pontos

Leão promete “contas certas”. “É um OE bom no qual todos se podem rever”

OE2022 já ‘entrou’ na AR. Leão diz que é “o orçamento do investimento”

Governo propõe aumento extraordinário das pensões a partir de agosto

OE prevê subida do número de escalões do IRS de sete para nove

OE2022: Siza Vieira descarta descida de impostos sobre os combustíveis

Revisão dos escalões do IRS abrange 1,5 milhões de famílias. O que muda?

DiscoverEU está de volta. Jovens, há 60 mil passes de viagem gratuitos

Bélgica (também) pondera avançar para semana de quatro dias de trabalho

Costa destaca menos IRS na classe média e atualização na Função Pública

OE2022 ‘confirma’ aumentos salariais de 0,9% na Função Pública

Preços dos combustíveis sobem: Gasolina mais cara já custa quase 2€/litro

Salário mínimo vai voltar a subir para atingir meta de 750 euros em 2023

OE2022: Costa anuncia “novo incentivo fiscal” à recuperação das empresas

HEN sem “condições para assegurar fornecimento”. Clientes já têm solução

FMI: Zona euro e UE crescerão em 2021 mais que o esperado anteriormente

CCP aplaude “enterro” do PEC, mas considera “insuficientes” os apoios

CP tem autorização para contratar 85 novos trabalhadores

Casal com 3 filhos e salários de 1.250 euros paga menos 407 euros de IRS

Freguesias recebem 79,2 ME para assumirem competências dos municípios

IRS Jovem permite poupar 2 mil euros em 5 anos num salário de 950 euros

“Governo não pode continuar refém do défice e da dívida pública”

Programa 1.º Direito com 1.687 milhões comprometidos no final de agosto

Ritmo da expansão na OCDE continua a ser moderado

Referência

FMI: Economia portuguesa acelera e cresce 4,4% este ano e 5,1% no próximo
www.noticiasaominuto.com

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo