Notícias

É normal gozar sempre na mesma posição?

É normal gozar sempre na mesma posição?

Sexólogas dão dicas para conhecer novos caminhos de prazer se este for um desejo da mulher

É normal gozar sempre na mesma posição?

Por cima, por baixo, de lado: não importa qual seja, a maioria das mulheres têm uma ou duas posições sexuais preferidas. Algumas delas, no entanto, se incomodam porque, após eleger uma posição que facilite chegar ao orgasmo, não conseguem sentir o mesmo prazer quando estão praticando as demais.

Para entender por que isso acontece e o que pode ser feito para explorar mais formas de prazer, Universa conversou com três especialistas em sexualidade:

A escritora e terapeuta sexual Lua Menezes explica que o orgasmo é um processo que envolve o corpo todo, inclusive o cérebro. “Uma das explicações científicas para pessoas que só conseguem atingi-lo em uma determinada posição — seja durante a penetração, masturbação a dois ou no sexo oral — tem a ver com o funcionamento da mente humana”, diz.

Lua esclarece que o cérebro, sozinho, gasta de 20 a 25% de toda energia do corpo — um valor significativo para um órgão só. Por isso, ele cria estratégias para poupar energia.

Na prática, significa que ao realizar uma atividade, a mente prefere adotar caminhos já conhecidos para atingir seus objetivos. Assim, através de ‘atalhos’, precisa se esforçar menos. No âmbito sexual, se ela já aprendeu uma maneira rápida ou funcional para chegar ao orgasmo, vai preferir repetir a experiência”, diz.

Além disso, Ana Canosa, psicóloga, sexóloga e colunista de Universa, relembra que determinadas posições estimulam diretamente o clitóris, favorecendo a excitação. “Então é comum e até instintivo procurar a forma mais fácil de descarregar a tensão sexual”, comenta.

Vale lembrar que experimentar orgasmos sempre na mesma posição não é motivo de preocupação. Pelo contrário, só de ter descoberto esse caminho e estar desfrutando dos momentos a dois, isso já é um ponto favorável para a vida sexual. No entanto, se o fato incomodar — seja pela monotonia, seja pelo desejo de conhecer outras formas de prazer — vale a pena fazer um esforço para variar. “No começo, é algo que demanda mais empenho e paciência, mas é totalmente possível aprender a gozar de outros jeitos”, adianta Lua.

Segundo Lua, as chaves para “destravar” os orgasmos são a prática e a paciência. “A prática é necessária para ir explorando novas posições e jeitos que podem ser prazerosos. Já a paciência tem a ver com o processo: talvez você não goze tão rápido ou nem sequer tenha um orgasmo de primeira. Isso tudo é normal e faz parte. É só persistir para ensinar ao corpo o prazer de formas diferentes”, comenta.

Ana Canosa segue uma linha de raciocínio semelhante. Ela aconselha não iniciar a prática sexual já pensando se vai conseguir o orgasmo ou não. “O melhor é ter foco nas sensações, não no resultado. Também é uma boa estratégia controlar a respiração para que ela seja fluída, sem, por exemplo, respirar muito profundamente e soltar o ar rápido demais. Por fim, vale contrair a musculatura pélvica durante os picos de excitação”, lista.

Para encerrar, Enylda Motta, psicóloga e sexóloga, indica o uso de vibradores ou acessórios eróticos, além de praticar a masturbação nos momentos a sós, a fim de entender quais zonas erógenas são mais prazerosas. “A intimidade com o(a) parceiro(a) também ajuda. Vale usar a criatividade, falar sobre fantasias e colocá-las em prática se a outra pessoa estiver de acordo”, finaliza.

Vivemos uma época em que a liberdade sexual da mulher é cada vez mais discutida e exaltada. Mesmo assim, pesquisas mostram que a grande maioria das mulheres ainda tem dificuldade em gozar. Por que será que isso acontece?

No 61º episódio do podcast “Sexoterapia”, Ana Canosa e Bárbara dos Anjos Lima, editora de Universa, discutem com a convidada Laís Conter, criadora da página de cantadas @me_lambelambe e sócia da plataforma de áudios eróticos Tela Preta, sobre a nova busca pelo orgasmo feminino. Entre os relatos das ouvintes, uma que só consegue gozar quando se masturba e uma que – depois de muitas tentativas – finalmente descobriu o que a leva ao orgasmo com direito a squirting.

Confira:

Referência

É normal gozar sempre na mesma posição?
www.uol.com.br

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo