Notícias

Disputa familiar que envolve ações da Cia. Hering é alvo de novo processo judicial em SP

Disputa familiar que envolve ações da Cia. Hering é alvo de novo processo judicial em SP

A disputa judicial que coloca, de um lado, herdeiros de Eulália Hering, já falecida, e do outro a centenária companhia têxtil ganhou novo capítulo. Três netos da empresária – Pedro Hering Bell, Rafaela Hering Bell e Eduardo Theodoro Hering Bell – desistiram da ação ajuizada no fim de abril na Vara Cível de Blumenau que pedia a anulação da transferência de ações e de outros procedimentos que envolvem o patrimônio da avó, como detalhou a colega Estela Benetti. Mas isso não significa que eles abriram mão de levar o caso adiante.

Disputa familiar que envolve ações da Cia. Hering é alvo de novo processo judicial em SP

Compartilhe

A disputa judicial que coloca, de um lado, herdeiros de Eulália Hering, já falecida, e do outro a centenária companhia têxtil ganhou novo capítulo. Três netos da empresária – Pedro Hering Bell, Rafaela Hering Bell e Eduardo Theodoro Hering Bell – desistiram da ação ajuizada no fim de abril na Vara Cível de Blumenau que pedia a anulação da transferência de ações e de outros procedimentos que envolvem o patrimônio da avó, como detalhou a colega Estela Benetti. Mas isso não significa que eles abriram mão de levar o caso adiante.

> Receba notícias de Blumenau e do Vale pelo WhatsApp

O recuo veio depois de juízes da comarca de Blumenau discordarem sobre qual seria a vara competente para analisar o processo. Isso gerou um incidente chamado “conflito de competência negativo”, que deveria ser avaliado no Tribunal de Justiça de Santa Catarina – a segunda instância judicial.

> Cia. Hering é vendida ao Grupo Soma por R$ 5,2 bilhões

Como a resolução do conflito poderia levar muito tempo, a defesa dos netos optou por abrir mão da ação aberta em Blumenau e mover outra em São Paulo, explica o advogado Ives Braghittoni, que representa os herdeiros. O novo processo começou a tramitar no dia 23 deste mês, menos de uma semana depois da formalização da desistência do processo no Judiciário catarinense.

> “Blumenau não está perdendo a Hering”, diz presidente após venda da empresa

Eulália Hering era uma das principais herdeiras da Cia. Hering, com ações da companhia e da holding Inpasa, uma das controladoras do grupo. Os netos sustentam que a empresa e gestores, “usando de inúmeros artifícios”, reduziram de maneira irregular ao longo de anos o patrimônio de Eulália, do qual eles teriam direito.

> Presidente da Hering: “impressão que se tinha de que o eletrônico ia destruir o físico é totalmente errada”

Caso as transferências de ações que pertenciam à Eulália sejam anuladas, como pedem os herdeiros dela, negócios feitos pela companhia posteriormente poderiam ser revistos. Procurada pela coluna, a Cia. Hering disse, por meio de um consultor, que desconhece o assunto e que não iria comentar sobre o processo.

Beagle recruta executivo ex-Dudalina e Altenburg para comandar a empresa

Novo museu do cristal em Blumenau será inspirado em casa do compositor Mozart

Carrossel, gastronomia e lazer: vídeo mostra como será novo parque de Pomerode

Heliponto na Prainha? Prefeitura de Blumenau diz desconhecer demanda

Dona de seis shoppings em SC, Almeida Junior pede registro de companhia aberta​​​​

Receba notícias e análises do colunista Pedro Machado sobre economia, negócios e o cotidiano de Blumenau e região pelo WhatsApp ou Telegram

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Referência

Disputa familiar que envolve ações da Cia. Hering é alvo de novo processo judicial em SP
www.nsctotal.com.br

Botão Voltar ao Topo